quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Animais brasileiros em vias de extinção

Mico-leão, onça-pintada, peixe-boi, arara-azul, jacaré-do-papo-amarelo, boto-cor-de-rosa, suçuarana, baleia-jubarte, jaguatirica, veado-campeiro, cervo-pantaneiro, bicho-preguiça e tantos outros. Animais brasileiros que correm seriamente o risco de extinguir completamente da face da Terra, e o homem é o principal agente causador dessa extinção em massa! e quando isso acontecer,só poderemos observá-los assim...por fotografias!!!


Há 627 espécies em vias de extinção no Brasil .
São pelo menos 627 as espécies de animais em vias de extinção no Brasil, número que triplicou em 15 anos, revela o relatório “Livro Vermelho da fauna brasileira ameaçada de extinção” que foi apresentado em Brasília esta terça-feira.

“A nossa fauna está de tal forma ameaçada que os números triplicaram”, sublinhou o ministro do Ambiente brasileiro, Carlos Minc, na apresentação do livro que pormenoriza as espécies de animais em perigo, o respectivo habitat e as principais ameaças.

As causas principais “que colocam em perigo a nossa fauna são a deflorestação, os incêndios, a transformação das florestas em culturas de soja ou em pastos, as invasões selvagens das zonas protegidas, o tráfico dos animais selvagens, os pesticidas que afectam toda a cadeia alimentar, a pesca excessiva”, enumerou Carlos Minc.


As espécies ameaçadas:

69 mamíferos
160 aves
20 répteis
16 anfíbios
154 peixes
130 invertebrados terrestres
78 invertebrados aquáticos
A lista anterior datava de 1989 e compreendia 218 espécies ameaçadas. Desde esse ano até 2004, 79 animais foram retirados da lista mas outros 418 entraram.


O veado-campeiro vive na região dos Pampas da América do Sul e possui a distinção de ser o único animal sobre esta lista facilmente distinguível pelo seu semelhante cheiro de alho. Durante a época de acasalamento, as glândulas dos cascos de veado-campeiro emitem um odor perceptível a partir de até três quilômetros de distância! Antigamente era comum em toda a região dos Pampas, esta espécie de cervo desapareceu em  grande parte em sua escala histórica devido à operações da pecuária  na área. A propagação de doenças de animais domésticos, bem como a perda de habitat e a caça excessiva, colocou em perigo o veado-campeiro, No futuro esse animal deverá drt visto apenas em cativeiro em reserva  de fauna protegidas.

Das 627 espécies em perigo, 60% são originárias da Floresta Atlântica, a vegetação que cobre todo o litoral brasileiro e de que apenas resta 27% da sua área. Na amazónia, os animais ameaçados ascendem aos 57 (9,1%) e no Pantanal aos 30 (4,7%).

O Brasil, com 8,2 milhões de quilómetros quadrados, tem a maior biodiversidade do mundo. Alberga 10% dos mamíferos e 13% dos anfíbios. No total, tem 530 espécies de mamíferos, 1800 aves, 680 répteis, 800 anfíbios e três mil peixes.




Um comentário:

  1. Foto do veado-campeiro por Gabriela Ruellan.
    Licencia CreativeCommons BY-ND-NC.
    http://www.flickr.com/photos/ultimorollo/163519457/

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para comentar